Categorias
Palavra do Presidente

Ufaaa, e está chegando 2020!!!

Ufaaa, e está chegando 2020!!!

E agora vai mesmo!

Desde 2013, crise tem sido assunto constante em nosso vocabulário e sempre a gente tem aguardado com forte expectativa e apreensão o fim desse papo. Tantas instabilidades na política e economia que tem feito o nosso país ser uma bomba-relógio.

E a gente pensa em todo ano nesse período que o próximo ano será melhor. Já imaginou se não pensássemos hein!

Mas agora vai mesmo!

2018 foi para a M2B um ano de quebrar paredes, de jogar no chão tudo que pesava o carro. 2019 foi para nós o ano da reconstrução, de remar com o barco mais leve e em águas tranquilas. 2020 continuaremos essa viagem, com mais assertividade, moldados e afinados pelas vivências extraordinárias que o caminho nos proporcionou até aqui.

Que 2020 seja uma casa bem redonda para você. Afinal, você merece ser recompensado pelo seu trabalho, por cada manhã que se levanta, por suas atitudes de querer sempre o melhor.

Que você, sua família e seus amigos tenham o melhor de você, de todas as suas versões que existiram até aqui.

Aos nossos colaboradores, fornecedores, parceiros e amigos, gratidão por escrever o seu nome em nossa história e nos fazer úteis em sua jornada.

A você cliente, imensa gratidão por nos ter confiado a responsabilidade de embalar os seus sonhos. Nossa existência é por você e em nosso organograma, você é o primeiro da pirâmide!

Que o amor indescritível do Menino Criador, que está muito acima de todas as crenças e religiões, esteja com vocês em todos os dias e a que a criança maravilhosa esteja sempre viva em cada um de vocês para sempre.

Feliz natal!

Feliz 2020!!!

Categorias
Palavra do Presidente

Missão – Propósito – Visão – combustíveis para felicidade

Texto de Marcos Alexandre de Paula, presidente da Embalagens M2B

Missão

Missão é ação, o que fazemos.

Missão é algo que todo ser humano deve saber e entender qual é a sua. Ela pode ser duradoura e também pode ser alterada de acordo com novas percepções. São para preencher as necessidades existentes na sociedade, no mundo. Do que você acha que o mundo precisa e com o que você poderia contribuir? Se temos uma missão e não a cumprimos, outras pessoas poderão cumpri-la em nosso lugar.

A Missão da Embalagens M2B é produzir caixas de papelão com excelência.

No mercado, existem empresas que precisam de caixas de papelão. Algumas exigem qualidade, outras nem tanto. Existem as que preferem preço muito baixo e aquelas que valorizam serviço. Se a M2B não cumprir com a missão de fazer caixa de papelão, outras empresas irão cumprir e os clientes que necessitam de caixas de papelão não ficarão sem caixas, ou seja, comprarão de outros fornecedores.

Assim também é a missão pessoal. Como exemplo, cito uma enfermeira que se formou porque descobriu que tem a missão de trabalhar como enfermeira, ou seja, pessoas adoecem, acidentam-se e os hospitais ou unidades de saúde ficam lotados, gerando necessidade de profissionais que troquem os curativos, façam a medicação na hora certa, etc. Ela pode cumprir sua missão e não ter um propósito na vida. O propósito é muito mais forte do que a missão. Na missão, o mundo tem necessidades e pede para mim, que se não atender às necessidades dele, outras pessoas irão atender. Exceto, para quem acredita, uma missão através de um Chamado, que vem também de Fora para dentro, porém algo muito específico, espiritual. Se olharmos as narrativas bíblicas, Moisés e Saulo, por exemplo, tiveram um Chamado e não puderam escolher se cumpririam ou não as suas missões.

Propósito

Já o propósito é algo diferenciado. O que eu com grande prazer e com muita essência, ofereço ao mundo. Além de trocar o curativo e dar o remédio na hora certa, ou seja, cumprir com a obrigação, há enfermeiras que tem um propósito de salvar vidas, de ver as pessoas melhores, sendo transformadas. Além de dar o remédio, é ter o melhor sorriso para curar a alma do paciente. Para fazer o paciente entender e sentir que ali, mesmo com dor, ele pode ter a percepção de que está aprendendo algo e sairá muito melhor, muito mais forte para seguir em frente. É ter o poder de mesmo na hora da morte do paciente, dar condições para que seus últimos gestos ou sinais de respiração e consciência sejam, quem sabe, um dos melhores momentos de sua vida.

O Propósito da M2B é gerar negócio para o cliente, fazendo as pessoas felizes, tanto os funcionários do cliente quanto toda a cadeia que ele atende. Isso automaticamente gerará felicidade interna para nossa empresa, para nossos colaboradores e fornecedores, trazendo uma melhor qualidade de vida para todos.

Além de produzir embalagens, não podemos por exemplo, deixar de cumprir a entrega para que o cliente não fique sem embalagens, fazendo que toda a sua cadeia sofra. Nossas embalagens precisam ser pensadas com o objetivo de embalar, proteger e dar um toque especial através de um design diferenciado. O nosso cliente não deve receber nenhuma reclamação de que seu produto chegou atrasado, amassado, danificado, pois isso poderá comprometer a geração de novos negócios na cadeia, afetando a felicidade de muitas pessoas. Se a cadeia sofrer, também sofreremos, nossos fornecedores também sofrerão. Se analisarmos bem, nosso propósito é a geração de felicidade, paz, tranquilidade e bem-estar. Isso é oferecer e entregar muito além do que o cliente espera, muito além do que o cliente comprou. Isso é a essência que sai do interior de um ser humano para outro ser humano. Está muito além das nossas obrigações.

Quando temos um propósito forte, o dia terá uma leveza indescritível, a segunda feira será leve assim como a sexta. Não iremos nunca dizer aquela piadinha ou pergunta: Quem criou o trabalho? Pois o trabalho será diversão. A relação entre empresários e funcionários será suave. O medo não nos dominará e o melhor dia será o hoje. Se temos um propósito forte, não desistiremos no momento de uma derrota. Pelo contrário, a derrota será a origem de uma arrancada para uma ultrapassagem ou para se chegar muito mais rápido a um destino, objetivo, sonho. É apenas uma redução de marcha para uma espetacular arrancada. Quem tem propósito forte, tem muita energia e não fica oscilando. Quando vem o pensamento negativo, basta lembrar do propósito que brotará dentro de si algo que o fará ainda mais forte. O propósito é a melhor âncora para a mudança imediata de estado e nos fazer ir além. Além de tudo! Além do que as pessoas pensam que você poderia ir, além do que você pensa que poderia ir. Além dos limites estabelecidos por suas limitações! Vale a pena ter propósito. Qual é o seu?

Visão

Visão é uma consciência clara de onde queremos chegar. Chegar quando, como. Se não temos visão, nosso caminho está escuro e qualquer lugar que se chegar é isso mesmo. Talvez vamos dizer que foi apenas alguma lei do destino, mas não a confissão de que estávamos um barco à deriva. Viver visão no dia a dia nos levará aos melhores resultados. Claro que quando chegamos perto e não conquistamos a visão em sua plenitude, precisamos ter a consciência de que fizemos o melhor. E nesse momento volto no propósito. Há pessoas que ficam tristes, deprimidas quando fazem o que teriam que fazer e não conquistam exatamente o que queriam. Essa pode até ser uma das causas de muitos suicídios. Ter o propósito forte o fará redesenhar a sua visão, experimentá-la mais fortemente no dia a dia e as falhas serão de aprendizado para que agora possa ter um melhor resultado. Cada vez que você redesenhar a visão, seja uma vez por ano, a cada três anos ou cinco, os mesmos erros não serão cometidos e os degraus do seu sucesso serão construídos com muito mais qualidade e intensidade.

A Visão da M2B para os próximos três anos é ser referência nacional em crescimento, excelência e felicidade. Queremos crescer muito além do mercado industrial. Somos íntegros, comprometidos, determinados, entusiasmados, empáticos e humanizados. Esses Valores geram dentro de nós uma vontade imensa de cumprir a nossa missão e o nosso propósito, nos impulsionando automaticamente a voos altos, rápidos, qualificados, seguros e felizes.

São as ações da sua Missão, alinhada com seus Valores que te farão a cada dia, prosseguir vivendo e construindo cada passo na direção de suas conquistas. Nada resolverá se apenas você olhar para onde quer chegar, se suas ações são incompatíveis com o destino, desejo. Para se chegar ao destino, é necessário percorrer o caminho, que nada mais é que o como. O que você está fazendo agora nesse caminho? Quais as ações, velocidade, inteligência aplicada, estratégias?

Procure descobrir quais Valores estão dentro de você que darão sustentabilidade e impulsionarão-lhe a cumprir sua missão, propósito e visão em todos os dias de sua vida.

Permita que esses valores aflorem do seu interior e os tenha como grandes aliados na construção de sua jornada na terra. Qual seu sentido de vida, o que quer deixar aqui como seu legado? O que as pessoas dirão de você no dia e após o seu funeral. O que dirão de você 10 anos após a sua morte? O que seus filhos falarão de você? O que seus amigos dirão de você 20 anos após sua morte? Sentirão sua falta na rua que você mora, na família, nos locais que você frequenta? Quais sentimentos terão quando olharem para uma foto sua 30 ou 50 anos após a sua morte?

São reflexões profundas e respeitosas com as escolhas de cada um, que é livre para querer ou não ter missão, propósito e visão.

 

Categorias
Palavra do Presidente

Pais, libertem seus filhos e os permitam sonhar!

Nesse dia dos pais, aproveitando uma experiência que tive essa semana, decidi compartilhar. Estava em um evento empresarial na terça feira, dia 08 de agosto de 2017 e um amigo nos solicitou que escrevêssemos em uma folha um sonho da nossa infância. Me exercitei por alguns minutos, em meio ao silêncio que pairava na sala e, por mais estranho que parecia, não consegui acessar a nenhum sonho que tive em minha infância. Minha reação comigo foi de muita decepção, já que fui o único da turma de aproximadamente 40 pessoas a deixar minha folha em branco, apenas com o meu nome.

Gostaria que meu pai estivesse vivo para que eu pudesse abraça-lo nesse dia dos pais. Infelizmente, me deixou em 2010. Seria uma enorme satisfação agradecê-lo por tudo que fez por mim. Por tantas noites que acordou por minha causa, por tantas manhãs que se levantou, por cada peça de roupa que comprou, pelo alimento colocado com abundância sobre a mesa. Pelas palavras e instruções, correções, carinho e afeto. Por cada marca das varas que ficavam em minhas costas quando eu não o obedecia! Apesar de nunca tê-lo ouvido dizer que me amava, tenho convicção de seu amor, que pude provar em suas ações para comigo. Meu pai já chegou a se levantar as 05h da manhã, horário de verão, escuro, com lanterna em mãos para buscar cavalo em extensa pastagem, para que as 06h o café e o cavalo estivessem preparados para eu ir para a escola. Eu já tinha meus 12 anos e ele poderia ter me tirado da cama as 05h e me fazer ter todo aquele trabalho, pois desde os 7 anos eu já sabia preparar um cavalo para montagem. Mas ele me amava muito e queria cumprir seu papel como um bom pai.

Voltando ao sonho de criança, por que nunca o tive? Meu pai me ofereceu o melhor que ele podia oferecer, dentro do que ele pensava que era certo. Ele não tinha noção de que criava um menino adestrado e sem direito de sonhar. A culpa não era dele, a culpa era do passado, passado, passado,… O que ele aprendeu na vida, replicou em minha educação. Seu pai deve ter feito o mesmo com ele. A escola que ele queria me dar era pelo menos uma 8ª série, talvez um 2°grau. Me dar uma formação básica para que eu pudesse tirar melhor o leite da vaca, vender melhor a arroba da vaca velha, manusear melhor a enxada, a foice, a cavadeira, o enxadão, o machado, etc. Como eu iria sonhar com algo que ele queria que eu sonhasse, se eu detestava fazer aquilo, além de a forma que ele fazia, ou seja, os processos eram muito arcaicos e pouco rentáveis, na minha visão. Com todo respeito às escolhas que ele tinha para mim, eu precisava fazer as minhas próprias escolhas. Minha infância, adolescência e juventude foi difícil e escassa quanto a sonhos. Fui proibido de sonhar!

Proibido, inclusive, de mascar uma goma de chiclete, de chutar mesmo que fosse uma pedrinha no terreiro. Chutar uma pedrinha o remetia ao futebol, tão condenado pela igreja que frequentávamos na época. Na verdade, eu não podia nem mesmo escolher ter amigos, pois esses poderiam me ensinar a fazer algo muito errado, como o futebol mesmo. Se ele me pegasse jogando futebol, as marcas ficavam nas costas como se fosse o mapa da linha do metrô de Paris ou de uma enorme telha de aranha. Famosa vara de guaxima. E como doía! Era proibido fazer o que a gente gostava e a igreja mais parecia qualquer outro caminho, menos o que levava ao céu, na concepção de uma criança, de um adolescente. Os tempos mudaram e, penso que hoje, não só ele, mas muitos outros pais com a mesma conduta, fariam diferente.

Mais um agradecimento ao meu pai, que em 1998, mesmo sendo tão difícil para ele, me permitiu escolher meu próprio caminho. Me permitiu ter o direito da escolha e apesar de mesmo muito tarde, abriu mão de me ter ao seu lado, reconhecendo que precisava me libertar e me permitir sonhar em liberdade.

Onde ele acertou, aprendi a ter caráter e, quem sou hoje, não o seria com maestria, sem seus ensinamentos! Talvez eu não seria tão livre, se ele não me tivesse prendido tanto. Talvez eu estaria enrolado a muitos sistemas, se não tivesse sofrido tanto com os sistemas na minha infância. Criei personalidade e me tornei ainda mais forte, pois lutei com garra em meio aos sistemas e alcancei a tão esperada liberdade de poder sonhar!

Com os erros do meu pai, aprendi a permitir que as minhas filhas sonhem, esperando que elas, quando crescer, não deixem a folha em branco.

Como é maravilhoso imitarmos o que observamos de bom no outro. Repliquemos as benevolências e descartemos o que foi ruim. Que sempre a próxima geração de pais seja melhor que a anterior.

Faça o seu melhor e ofereça aos seus filhos muito mais que seu pai lhe ofereceu.

Parabéns a todos os pais!

Marcos Alexandre de Paula
CEO MM / Embalagens B2B