Categorias
Sustentabilidde

Saiba por que usar embalagens sustentáveis no seu negócio

Toda atividade humana gera impactos ambientais, em maior ou menor grau. Por isso, minimizar esses danos é o centro da chamada sustentabilidade ambiental. De acordo com ela, devemos suprir nossas necessidades atuais sem que isso coloque em risco a existência das gerações futuras.

Uma das maneiras de fazer isso é repensar nossa utilização das embalagens, normalmente feitas de materiais inadequados e utilizadas por pouco tempo, gerando um grande volume de lixo. Então, para contornar esse problema, surgiram as embalagens sustentáveis.

Quer conhecer as suas vantagens e entender como é possível adotá-las no seu negócio? Acompanhe este texto até o fim e tire todas as suas dúvidas!

Quais são os impactos negativos das embalagens não sustentáveis?

Para compreendermos melhor como as embalagens sustentáveis são benéficas para o meio ambiente, vejamos, antes, como as embalagens comuns podem nos ser prejudiciais. Confira suas principais desvantagens:

Acúmulo de lixo em ruas, aterros e lixões

De acordo com dados do Ministério do Meio Ambiente, um terço do lixo doméstico é composto de embalagens — e 80% dessas embalagens são utilizadas apenas uma vez

Isso representa um grande volume de lixo que acaba parado em aterros sanitários e lixões, que nem sempre contam com a condição adequada, ou mesmo nas ruas, entupindo os canais de escoamento das águas da chuva e colaborando com as enchentes.

Poluição marinha

Uma preocupação mais recente é a poluição marinha, principalmente por causa do plástico lançado nas águas dos mares. A estimativa é que, todos os anos, 8 milhões de toneladas de plástico se acumulam nesses ecossistemas. Com isso, grandes manchas de lixo já se formaram em alguns pontos do oceano, prejudicando diretamente a vida marinha.

Gasto de energia, água e matérias-primas

Boa parte das embalagens não sustentáveis causam danos ao meio ambiente desde o momento em que são produzidas. O plástico, por exemplo, é um derivado do petróleo — um combustível poluente e não renovável. Além dessas matérias-primas, é comum que a produção desses itens demande ainda muita água e energia elétrica.

Dificuldades de reutilização ou reciclagem

O reaproveitamento ou a reciclagem de parte do lixo produzido seria uma boa alternativa para mitigar os impactos. Esse hábito, contudo, ainda não é amplamente difundido em nosso país — e alguns materiais sequer são passíveis de reciclagem.

Dados disponibilizados em 2017 pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA) refletem tal afirmação: apenas 13% dos resíduos produzidos no Brasil naquele ano foram encaminhados para a reciclagem.

Quais são os benefícios das embalagens sustentáveis?

Os fatos mencionados até reforçam a necessidade de se investir em embalagens sustentáveis e reduzir os danos causados tanto pela produção quanto pelo descarte incorreto do lixo. Confira, agora, quais são os benefícios que essa atitude traz tanto para o seu negócio quanto para a natureza:

Fortalecimento da marca

Cada vez mais clientes valorizam e preferem produtos que demonstrem uma preocupação ambiental. É essencial, portanto, escolher uma embalagem sustentável, para que isso fique demonstrado já no primeiro contato que o consumidor terá com a marca. Esse compromisso pode ser reforçado perante o consumidor através de impressões e grafismos diretamente nas embalagens de produtos, fortalecendo o conceito de empresa eco-friendly.

Vale ressaltar, contudo, que essa relação entre marca e sustentabilidade deve ser sincera, não apenas uma estratégia de marketing. A questão ambiental precisa estar presente em todos os estágios da produção, sob pena de a sua imagem ficar manchada no mercado.

Redução de custos

Embalagens sustentáveis também ajudam no quesito financeiro. Como são feitas utilizando-se menos material — e, geralmente, por meio da reciclagem — elas rendem uma economia que, se bem aproveitada, pode ampliar o seu retorno.

Reforço na necessidade de colaborar com o meio ambiente

O emprego de embalagens sustentáveis serve como exemplo para que os consumidores também se engajem na preservação do meio ambiente. Elas podem, inclusive, conter mensagens que incentivem o reaproveitamento, a reciclagem ou o descarte apropriado daquele material.

A mesma lógica vale para os colaboradores da empresa que escolhe uma embalagem ecologicamente correta.

Aproveitamento de benefícios legais

Diante da necessidade de preservar o meio ambiente, várias legislações estão sendo implementadas para garantir o menor impacto possível durante a produção, transporte ou comercialização de qualquer produto. Por isso, é muito importante seguir as regulamentações de cada área.

Nesse sentido, a adoção de embalagens sustentáveis, que atendam às especificações da lei, costuma ser uma forma de usufruir de incentivos que buscam justamente incrementar a utilização de formas menos agressivas de produção.

Uso de matérias-primas renováveis

Embalagens sustentáveis são feitas de matérias-primas renováveis, quando não recicláveis. Esse fator reduz o impacto causado pela extração de materiais necessários à produção de embalagens não-sustentáveis.

Possibilidade de reaproveitamento

Algumas embalagens sustentáveis ainda combatem um dos principais problemas das embalagens comuns: seu descarte instantâneo após serem utilizadas apenas uma vez. Com o reaproveitamento, novas embalagens deixam de ser produzidas, e o volume de lixo produzido cai consideravelmente.

Quais são os principais tipos de embalagens sustentáveis?

Depois de descobrir quais são os benefícios das embalagens sustentáveis, falta-nos entender o que caracteriza uma embalagem desse tipo e quais são as principais opções disponíveis hoje no mercado.

Embalagens sustentáveis são aquelas feitas com materiais recicláveis, reaproveitáveis ou de origem orgânica. Assim, podemos citar como exemplo as garrafas e os potes de vidro, o alumínio e o papelão como as opções mais comuns.

O vidro tem muito potencial de reutilização: basta pensarmos nas garrafas de bebidas que vão e voltam várias vezes do comércio. Já o alumínio é o material mais reciclado no Brasil: só em 2016, foram enviadas para a reciclagem 280 mil toneladas desse resíduo.

No caso das caixas de papelão, sua sustentabilidade vem desde a origem, já que boa parte delas é proveniente de reciclagem. Além disso, essas caixas são confeccionadas em diversos tamanhos, o que reduz o desperdício de material, e podem ser reaproveitadas para carregar outros itens, sendo recicladas novamente. Por fim, elas ainda oferecem um excelente custo-benefício!

Caixas de papelão produzidas pela Embalagens M2B, por exemplo, são referência em sustentabilidade — 80% de tudo o que é produzido pela empresa é proveniente de fontes recicladas de alta qualidade, o que contribui para a preservação dos recursos naturais.

Para ampliar esse cuidado, todos os resíduos de papelão gerados na produção são enviados para a reciclagem, e ainda existe uma busca constante para que a geração de material descartado seja cada vez menor.

Enfim, é fato que o planeta é incapaz de resistir por muito tempo ao nosso padrão atual de consumo, sobretudo devido ao crescimento da população global. Por isso, a preservação da natureza é responsabilidade de todos nós — e o emprego de embalagens sustentáveis pode estar incluído nesse movimento de mudança capaz de garantir o bem-estar nosso e das futuras gerações!

E aí, gostou do nosso post? Está precisado repensar as embalagens do seu negócio? Então entre em contato com a Embalagens M2B e confira as melhores soluções com preços competitivos!

Categorias
Sustentabilidde

Reciclagem de materiais: por que sua empresa deve se preocupar com isso?

Que a reciclagem de materiais é importante dentro das nossas casas, a maioria das pessoas já sabe. As discussões sobre sustentabilidade são cada vez mais relevantes e, nesse cenário, o reaproveitamento de resíduos sólidos pode contribuir muito para diminuir o impacto que causamos no meio ambiente.

Porém, o que poucos sabem é que esta é uma prática que pode — e deve — ser implementada nas empresas, independentemente do seu ramo de atuação ou tamanho.

Os benefícios de enviar o lixo para reciclagem são muitos e vão desde colaboração para gerar um meio ambiente melhor até a produção de vantagens comerciais para a empresa.

Mas que tipo de material pode ser reciclado? E como usufruir desses benefícios? Acompanhe o texto e saiba mais:

O que é reciclagem e o que pode ser reciclado?

Basicamente, a reciclagem consiste no processo pelo qual resíduos sólidos que não seriam mais aproveitados são transformados e podem ser utilizados novamente. A produção de um novo item ou matéria-prima pode ser empregada novamente nesse ciclo.

É importante destacar que a reciclagem é diferente da reutilização, em que o material que seria descartado é apenas usado em outra função, e também da redução, que estimula a diminuição do uso de determinados recursos.

Para que o processo seja possível, o lixo deve ser separado em cestos apropriados e entregue às cooperativas que realizam a triagem e o processamento do material. Em alguns locais, as próprias prefeituras se responsabilizam por esse serviço.

Certos cuidados devem ser tomados com o material que será reciclado. No caso do papelão, por exemplo, não pode haver umidade nem sujeira. Além disso, resíduos que possam gerar contaminação, como o lixo eletrônico, precisam de cuidados especiais e, normalmente, de uma empresa capacitada para a realização da coleta.

Quais são os números da reciclagem no Brasil?

Apesar da sua importância, os números mostram que a reciclagem de materiais no Brasil ainda é bastante tímida. Das cerca de 76 milhões de toneladas de lixo produzidas no país por ano, apenas 3% é reciclada.

Estima-se que esse número poderia chegar a 30% com políticas públicas eficientes e uma maior conscientização da população.

Por outro lado, segundo a Ciclosoft, uma pesquisa anual sobre coleta seletiva realizada pela ONG Cempre (Compromisso Empresarial para Reciclagem), houve um aumento de 81 para mais de 1000 municípios que instituíram programas de reciclagem entre 1994 e 2016, embora esse número ainda represente menos de 20% das cidades brasileiras.

De modo geral, a maior parte da coleta seletiva no país é feita por catadores ou por cooperativas. Entre os materiais reciclados, o alumínio é o mais aproveitado — 91,5% da matéria-prima utilizada pela indústria vem da reciclagem desse resíduo.

Em seguida, aparecem as embalagens de plástico PET, com 54,8%; o vidro, com 47%; as latas de aço, com 46,5%; e o papel e papelão, com 43,7%. A preferência pela reciclagem do alumínio se justifica devido ao alto valor comercial desse material.

Além dos prejuízos ambientais, a falta de preocupação com o lixo traz prejuízos econômicos. O Brasil perde aproximadamente 120 bilhões de reais por ano por causa de produtos que não são reciclados. Muitas pessoas sabem que determinado material pode ser separado para reciclagem, mas não têm acesso à estrutura necessária para tal ação.

Quais os benefícios da reciclagem para as empresas?

São muitos os benefícios que a reciclagem de materiais pode trazer para o meio ambiente e para a sociedade. A partir dessa prática:

  • os aterros recebem menos resíduos e têm a vida útil prolongada;

  • evita-se a contaminação do solo e das águas;

  • mantêm-se as cidades mais limpas;

  • economizam-se matérias-primas e recursos como energia elétrica; e

  • proporciona-se a geração de riquezas e novos empregos.

No mundo empresarial, podem existir vantagens adicionais, como incrementar a imagem da empresa perante os clientes e conquistar a confiança deles, ou gerar economia de recursos. Confira com mais detalhes alguns desses benefícios:

Melhoria da imagem da empresa

Hoje em dia, as marcas têm a necessidade de demonstrar suas preocupações com o meio ambiente e a reciclagem é uma excelente maneira de colocar isso em prática.

Assim, a empresa melhora sua imagem perante a sociedade e pode usufruir dessa reputação para fidelizar clientes ou, ainda, para elaborar ações de marketing inspiradas em suas práticas sustentáveis, reposicionando a sua marca no mercado

Em uma sociedade cada vez mais preocupada com as questões ambientais, isso pode gerar excelentes retornos.

Economia de recursos

Como já mencionamos, uma das vantagens da reciclagem é proporcionar economia de recursos e reduzir custos. Nas empresas, esse benefício pode ser ampliado.

Locais que utilizam muito material de escritório podem usar o papel reciclado ou até mesmo revender os produtos que foram separados, já que muitas cooperativas pagam pela coleta desses itens.

Garantia de vantagens competitivas

Além da economia de recursos, a reciclagem pode trazer outras vantagens econômicas. É possível obter reduções do IPI (Imposto sobre produto industrializado), do PIS (Programa de Integração Social) e da COFINS (Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social) destinando resíduos para a reciclagem.

Outras iniciativas legislativas em tramitação podem ampliar esses benefícios, concedendo isenções de mais alguns impostos para a venda de produtos reciclados, o que pode contribuir ainda mais para a competição no mercado.

Criação de uma cultura colaborativa entre os funcionários

Organizar uma campanha de coletiva seletiva dentro da empresa pode não ser uma tarefa fácil, mesmo em locais pequenos. É necessário pensar na estrutura de armazenamento, de separação e de destinação dos resíduos, o que deve envolver todos os colaboradores.

Isso pode contribuir para o surgimento de uma cultura colaborativa entre os funcionários, que estarão mais dispostos a trabalhar alinhados com os princípios da empresa e mais satisfeitos com o ambiente de trabalho, divulgando os ideias corporativos até mesmo fora do local de serviço.

Todas essas ações devem ser baseadas em práticas de educação ambiental. É importante lembrar, também, que a empresa não deve adotar tais medidas apenas com objetivos comerciais, mas sim tendo uma visão global do que acontece na sociedade.

A reciclagem de materiais pode ser o primeiro passo para uma mudança de atitude. Nessa hora, repensar até mesmo em qual o tipo de embalagem mais apropriada para seu produto pode ser fundamental na construção da marca.

Gostou do post e quer receber mais conteúdos como esse? Então curta a nossa página no Facebook!

Categorias
Sustentabilidde

Sustentabilidade nas empresas: por que se preocupar e quais as melhores práticas?

Há um bom tempo, a sustentabilidade está sendo pauta em todos os meios de comunicação e até em nossas relações diárias. Embora nem todas as companhias levem isso em consideração, a sustentabilidade nas empresas é um tema que deve ser debatido e colocado em prática pelos gestores e líderes.

Apesar de se tratar de um assunto amplamente discutido, muitas pessoas ainda possuem uma série de dúvidas ou acham que adotar uma vida mais sustentável para si e para o seu negócio sairá mais caro ou será trabalhoso.

O fato é que, após o período de transição, a maior parte das práticas sustentáveis trará inúmeros benefícios para um empreendimento — e a redução de gastos é um deles. Quer entender melhor como essa postura pode ser vantajosa para a sua empresa? Continue a leitura!

Por que é importante aderir à sustentabilidade nas empresas?

O mundo está mudando e as pessoas também. Não acompanhar essa transformação é algo arriscado para um negócio, visto que o público buscará os benefícios que a empresa não oferece nas concorrentes. Abaixo, listamos algumas das vantagens que a adesão à sustentabilidade pode proporcionar. Confira!

Contribui para um mundo melhor

Uma companhia, por menor que seja, pode trazer alguns tipos de impactos negativos para o ambiente em que está inserida. Porém, esses impactos podem (e devem) ser minimizados. Além da escolha de processos e materiais que prejudiquem menos o meio ambiente, é possível adotar inúmeras atitudes positivas, que contribuem para um mundo melhor.

Torna a marca mais competitiva

cliente de hoje se preocupa muito mais com a questão da sustentabilidade ao escolher uma marca. Há, por exemplo, muitos veganos, que não utilizam nenhum produto que seja de origem animal ou que tenha explorado algum deles para a sua produção.

Pensar nesse e em outros tipos de público na hora de tomar decisões importantes para um negócio, como a escolha de fornecedores, de ingredientes e do tipo de embalagem que a mercadoria terá, pode se tornar uma vantagem competitiva, diferenciando-o da concorrência.

É claro que cada produto tem o seu tipo de público. Porém, pensar de maneira mais ampla e considerar todas as hipóteses possíveis, avaliando as tendências do mercado, os desejos e as necessidades do seu público em específico, fará com que sua estratégia seja a mais acertada possível.

Motiva os colaboradores

Uma organização que preza pela sustentabilidade é um local onde as pessoas sentem mais prazer em trabalhar. Afinal, elas sabem que, além de estarem ali por um salário, estão ajudando no crescimento de uma marca que se preocupa com o próximo e com o meio ambiente.

Isso porque a responsabilidade social também é uma premissa da sustentabilidade. Então, uma empresa sustentável também preza por temas como educação e cultura.

Sendo assim, com valores bem estabelecidos dentro da companhia e um trabalho que realmente siga os preceitos da sustentabilidade, os colaboradores também passam a se engajar mais nas causas e, consequentemente, a trabalhar com mais motivação.

Como adotar práticas sustentáveis em uma companhia?

Agora que você já entendeu a importância da sustentabilidade em uma empresa, deve estar se perguntando como, de maneira prática, pode incorporá-la. Veja algumas práticas sustentáveis que você pode adotar de maneira progressiva:

Reavalie seus fornecedores

Uma companhia pode ser a mais correta possível e escolher sempre a maneira mais transparente de trabalhar, mas um fornecedor errado (ou que não tenha tanta credibilidade) é capaz de acabar com a sua reputação.

Por esse motivo, é importante que, além de escolher muito bem os fornecedores, sempre pesquisando bastante o mercado e buscando referências, você esteja atento às notícias e mudanças que possam ocorrer.

Avalie se essas empresas possuem valores parecidos com os de sua marca e se também procuram ser sustentáveis. Assim, será criada uma rede de empresas sustentáveis — e o impacto positivo cresce cada vez mais.

Lembre-se de que os consumidores estão mais exigentes. O fácil acesso às informações, por meio da internet, faz com que qualquer descuido na conduta de uma marca seja conhecida por um público muito grande em pouquíssimo tempo.

Incentive a economia de materiais, água e energia elétrica

Materiais de escritório, como papéis e clipes, são usados com consciência em sua empresa? Sabemos que o desperdício de papel, muitas vezes, é algo quase cultural nas firmas, já que as pessoas imprimem tudo a todo o momento. Portanto, tente levar essa consciência ambiental aos seus colaboradores, incentivando o uso de rascunhos sempre que possível e não imprimindo documentos sem necessidade.

A água e a energia elétrica são outros recursos que costumam ser desperdiçados nos ambientes de trabalho. Sendo assim, espalhe avisos e lembretes para que seus funcionários estejam conscientes de apagar a luz quando não há ninguém em uma sala ou desligar um equipamento que não está sendo usado, por exemplo.

Escolha equipamentos que consumam menos energia na hora de comprá-los. Considere também trocar as lâmpadas pelas de LED, que possuem um consumo de energia mais baixo.

Identifique todos os comportamentos que possam desperdiçar recursos e faça uma lista de boas práticas de sustentabilidade, para que sua equipe utilize no trabalho e na vida. A economia financeira também valerá a pena!

Incorpore ações de responsabilidade social

Sustentabilidade não se refere apenas à preservação do meio ambiente, mas à responsabilidade social também. Por isso, ofereça um ambiente íntegro aos seus funcionários e busque criar ações, campanhas e condutas que sigam esse viés. Algumas opções são:

  • oferecer vale-cultura aos colaboradores;
  • separar o lixo;
  • incentivar o comércio local;
  • apoiar instituições de caridade;
  • fazer campanhas de arrecadação de roupas e alimentos para essas instituições;
  • gerar mais empregos;
  • criar campanhas de conscientização sobre problemas comuns da sociedade etc.

Invista em embalagens sustentáveis

A embalagem é, muitas vezes, um dos primeiros itens que o cliente vê da sua marca ao encontrar um produto no ponto de venda — ou até por meio de anúncios publicitários, nos quais ela já está exposta.

Sendo assim, esse quesito possui um impacto muito grande, afinal a primeira impressão é a que fica. Uma embalagem atraente é capaz de despertar o interesse do consumidor e, se ela se mostrar sustentável, pode fazer com que a mercadoria ganhe pontos extras.

A escolha dos materiais corretos para embalar o produto, pensando em todo o processo de armazenamento, logística, funcionalidade e sustentabilidade, pode ser feita de maneira bastante criativa. Isso confere ainda mais personalidade à marca.

Investir em embalagens sustentáveis aumentará a contribuição da empresa com a sociedade. Como consequência, o posicionamento e a imagem de seu produto perante o público serão beneficiados.

E você? Tem mais alguma ideia de como aderir à sustentabilidade nas empresas? Deixe seu comentário e ajude mais gestores a aumentarem o impacto social de seus negócios!

Categorias
Sustentabilidde

Sustentabilidade x valor de marca: como a embalagem pode ajudar?

Bons preços e qualidade de produtos e serviços ofertados não são os únicos elementos que garantem um bom posicionamento de mercado. As empresas precisam dar atenção à sua imagem, ao valor de marca, por meio de estratégias, como alinhar a sustentabilidade às suas embalagens.

Nesse sentido, a utilização de dispositivos de embalar que sejam mais favoráveis ao meio ambiente, além de incentivar práticas mais ambientalmente sustentáveis, faz com que o negócio seja percebido de uma maneira mais positiva — ponto fundamental para otimizar vendas.

Em uma pesquisa realizada nos Estados Unidos pela empresa de logística Dotcom Distribution, foi identificado que 63% dos consumidores afirmaram que a utilização de embalagens sustentáveis tem grande importância.

Responsabilidade com a natureza e aumento do valor de marca. Listamos algumas informações sobre a associação desses dois elementos por meio do uso de embalagens sustentáveis. Confira!

Engaje os clientes

Considerando o atual cenário de revisão de práticas industriais e comerciais, além da alta conexão digital, os indivíduos têm maior conhecimento e interesse em ações que sejam menos nocivas ao meio ambiente.

Com a prática de embalagens sustentáveis, a sua empresa vai ser capaz de comunicar-se e estabelecer engajamento com esse tipo de cliente. Muitos exigem das empresas uma postura mais responsável em relação a esse ponto.

Dessa forma, o negócio vai estar capacitado para construir e gerenciar uma imagem que transmita um valor de marca sustentável, diferenciado-o dos concorrentes por meio desse reposicionamento. Com o crescimento do mercado, é preciso achar pontos que destaquem a empresa. Assim sendo, o lucro é otimizado, e o valor de marca, fortalecido.

Digamos que uma padaria resolva trocar todas as tradicionais embalagens e sacolas de plástico de seus produtos por materiais sustentáveis. Dessa forma, os clientes do estabelecimento têm nessa ferramenta uma consonância com suas sensibilidades ambientais.

A empresa, assim sendo, começa a interagir com o público de uma maneira que até então não era utilizada: por meio do acionamento e sensibilização de suas questões ideológicas.

Entretanto, a nova utilização pode gerar afastamento em indivíduos que não tenham conhecimento ou preocupação com a causa ambiental. A partir disso, é importante criar conteúdos para esse segmento de público, seja nas próprias embalagens ou em plataformas como redes sociais, sites e blogs, que expliquem a importância, necessidade e benefícios de ações desse tipo.

Transmita credibilidade

É preciso ter atenção para não abordar a sustentabilidade apenas como estratégia de vendas. Ela pode, sim, aumentar o lucro. Entretanto, os clientes estão cada vez mais atentos às práticas das empresas. Discursos vazios são facilmente percebidos e repelidos.

É preciso integrar a sustentabilidade a toda a cultura do negócio, não apenas ao setor de marketing e às campanhas estratégicas. Proponha ações, além das embalagens, que visem a manutenção e qualificação do meio ambiente.

Destine uma parte dos lucros a uma causa, elabore ações que promovam o plantio de árvores em um bairro, crie hortas comunitárias ou proponha coleta seletiva, dentre outras.

Integre o consumidor à sustentabilidade

Mostrar ao indivíduo os benefícios e ganhos ambientais da utilização desse tipo de embalagem é uma forma de criar diálogos mais próximos e fortes com ele.

Seja na própria sacola, pacote, caixa etc. ou em conteúdos criados para as redes sociais, blog e site da empresa, passar detalhes sobre o ciclo de produção, revelando detalhes logísticos e as economias e benefícios promovidos pela abordagem, é uma boa estratégia de interação. Pode-se usar inclusive dados estatísticos que mostram a redução do impacto ambiental, seja em florestas, no ar ou em rios a partir de ações ecologicamente zelosas. Tudo isso, é claro, resulta em pontos positivos para um negócio por parte do público.

Além disso, para os consumidores com menor conhecimento sobre práticas mais sustentáveis, promova um trabalho de conscientização e educação. Mostrar, nesses mesmos espaços, as consequências da utilização de materiais mais convencionais e nocivos e explicar termos que surgem na era da sustentabilidade é fundamental.

Expressões como eco-friendly, low-impact, dentre outras, não são apreendidas de maneira natural por muitas pessoas. Influenciar a educação socioambiental de indivíduos é também uma maneira de direcionar essas pessoas aos produtos e serviços da empresa, fidelizando-as.

Reduza gastos e aumente o valor de marca

Apesar de, inicialmente, não contemplar os clientes, a redução de custos ao utilizar embalagens sustentáveis pode flexibilizar e aumentar o orçamento da empresa para ações que se proponham a lidar de maneira mais direta com o valor de marca.

Práticas ambientais mais responsáveis são capazes de diminuir despesas, uma vez que a reutilização de determinados materiais é mais barata do que a aquisição de novos. A apropriação de lixo reciclado e a sua consequente transformação em embalagens pode ter menor custo do que a compra de plásticos e papéis industriais, por exemplo.

Além de ser uma estratégia que, por si só, constrói diálogos especiais com o público, a utilização de embalagens sustentáveis faz com que a empresa tenha maiores recursos para o investimento em ações de branding.

Faça parte de uma discussão global

Não abordar a sustentabilidade nas práticas de sua empresa pode passar a impressão, para muitos clientes, de desatualização. O assunto é cada vez mais discutido e apreendido em variados setores sociais, dentre eles, o comércio.

De acordo com consultores empresariais da Apsis Consultoria Empresarial, grande parte das firmas incluem na pauta de reuniões de trabalho temas relacionados às questões socioambientais. A sustentabilidade não é apenas uma tendência, mas uma realidade. Cabe a você integrar o seu negócio a esse movimento global ou não.

Muitas empresas que adotam práticas mais sustentáveis chegam a alcançar, segundo a Apsis Consultoria Empresarial, o dobro de rentabilidade. Qualidade dos produtos ofertados não é apenas o único ponto de avaliação dos clientes. Pautas sociais, cada vez mais, influenciam o ato de compra.

Sigamos o exemplo de uma petrolífera. Empresas envolvidas em escândalos de derramamento de petróleo em mares, normalmente, veem as suas ações cair drasticamente nas bolsas de valores e a retração de vendas. Entretanto, apesar da rapidez na queda, esse é um caso extremo.

Ao adotar práticas sustentáveis, porém, elas geram resultados a médio e longo prazo. E essas ações promovem uma maior estabilidade da percepção de marca.

Por meio da utilização de embalagens sustentáveis, a sua empresa pode fortalecer a sua imagem, otimizar vendas, reduzir custos e promover ações de cuidado com o meio ambiente.

As informações sobre a associação entre embalagens e sustentabilidade lhe foram úteis? Compartilhe o post com amigos nas suas redes sociais e descubra como eles vêm construindo o valor de marca de seus negócios!​